Espaço para difusão de informações sobre energia renovável em pequena escala e eficiência energética para uso doméstico.



18 de outubro de 2010

Estocagem de vento para geração de energia eólica - limpa. Será que é possível?


Olhem a reportagem abaixo, muito interessante, sobre a geração de energia limpa - eólica - e como lidar com a instabilidade dos ventos em determinadas regiões.
A solução encontrada nos EUA foi armazanar ar comprimido em rochas, garantindo a geração de energia limpa em períodos de pico de consumo e/ou de ventos mais fracos.

O que acham desta alternativa? Comentem!!!
em breve, voltaremos com mais reportagens sobre biodiesel e novas fontes para produção deste.

Abaixo a reportagem.

Fazenda de energia eólica vai armazenar vento em rochas

Sempre que se fala de energia solar ou energia eólica, o primeiro empecilho que se coloca é que uma rede de geração de energia “de verdade” não poderia ser dependente dessas fontes porque elas não seriam confiáveis. Afinal, um gerador eólica só iria produzir energia quando estivesse ventando, assim como um conjunto de painéis solares só iria produzir eletricidade durante o dia e em dias não nublados.

Falsos argumentos

Esses argumentos, contudo, não têm nenhum fundamento científico e “se esquecem” de um detalhe crucial: é possível armazenar energia. Baterias, supercapacitores, flywheels são alternativas bem conhecidas quando se trata de armazenar energia elétrica.

Mas agora, um consórcio de empresas dos Estados Unidos, reunidas no Iowa Stored Energy Park, foi muito além e vai armazenar o próprio vento, que será utilizado para gerar energia quando for necessário. Ou, mais especificamente, nos momentos de pico de demanda, quando a energia é mais cara e pode oferecer um maior faturamento para o grupo.

Armazenando o vento em rochas

A maioria das fazendas de geração de energia eólica passa por períodos nos quais o vento é mais forte do que o necessário, principalmente à noite. Essa energia extra será utilizada para alimentar enormes compressores de ar, que enviarão o ar comprimido por meio de um túnel para uma camada de arenito localizada a cerca de 1.000 metros de profundidade.

O arenito é uma rocha extremamente porosa e, a essa profundidade, fica encharcado de água. O ar sob pressão ficará armazenado nesses poros, expulsando a água. O arenito fica localizado entre camadas de argila, que funcionam como um lacre que não deixa o ar escapar. Nos momentos de pico de demanda, quando mais energia é necessária, o ar comprimido nessas rochas profundas será então redirecionado para a superfície, sendo utilizado para gerar eletricidade.

A usina não é inteiramente movida pela energia do vento. Ela é na verdade uma usina híbrida, que utiliza energia eólica e uma turbina movida a gás natural. O ar-comprimido consegue elevar o rendimento da turbina em até 60%. A usina deverá entrar em operação em 2011.


Fonte: http://energiasrenovaveis.wordpress.com/2007/10/08/fazenda-de-energia-eolica-vai-armazenar-vento-em-rochas/

37 comentários:

  1. Olá! Achei este assunto interessante, parabéns pela postagem! Aproveite e visite meu blog também, quem sabe vc possa seguí-lo. E se gostar, vote! Estamos entre os 100 melhores blogs na categoria empreendedorismo do TOP BLOG. Aguardo sua visita!
    Forte abraço,
    JOÃO GADELHA

    ResponderExcluir
  2. Isso é viavel financeiramente, qual a relação de custo em comparação com outros tipos de geração. Vale a pena ou numa analise de viabilidade perde para outras tecnologias? Gostaria dessas informações.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. isso, boa idéia............vamos guardar tb os ventos em sacos plásticos
    teremos um 'ar' só nosso!!!

    ResponderExcluir
  5. Dilma leu essa matéria antes do discurso na ONU.hasahashashas

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Eita petralhas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem paciência para ler um artigo em inglês?? Pois leia e veja os estudos sobre "estocagem de vento"...http://www.sandia.gov/ess/publications/120388.pdf Conhecimento e pesquisa nos diferenciam dos midiotas que só conseguem pensar com a cabeça da midia....

      Excluir
    2. Coxinha acha que arrasa na piada,mas é aí que expõe a própria ignorância. Mostraram total ignorância sobre a importância do manejo da mandioca e seus inúmeros produtos,desenvolvido por índios , citada por Dilma em cerimônia de reunião de representantes de povos indígenas do mundo todo ,que irão compor os Jogos Mundiais Indígenas e acontecerá em Tocantins.

      Excluir
  7. 1: vento não é a mesma coisa que ar... qualquer idiota que já viu um compressor de ar ou um tubo de oxigênio sabe que é possível estocar AR... ela disse VENTO

    2:essa ideia não envolve estocar vento, envolve usar um compressor pra bombear ar na rocha porosa, para quando o vento diminuir usar esse ar comprimido em um outro gerador para gerar eletricidade

    3: para essa segunda usina funcionar ainda é preciso usar gás natural, ou outro combustível fóssil... usa-se menos, pois o ar já está comprimido, mas ainda usa (ou seja, não é o "vento estocado" que está gerando energia sozinho)

    deve ter sido um petista pra escrever estocar vento ao invés de estocar AR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprendi no primário: Vento é ar em movimento.

      Excluir
    2. Tem muita gente aprendendo hoje... E pedindo para aprender mais.
      1. Aprendemos hoje que há formas de se armazenar energia eólica através do próprio ar. Já é um grande aprendizado, e nos mostra como o ser humano pode fazer grandes coisas.
      2. Aprendemos muito mais sobre nosso maravilhoso idioma português, que nos permitem as já conhecidas figuras de linguagem, como a metonímia (https://pt.wikipedia.org/wiki/Meton%C3%ADmia). Afinal de contas a presidente estava fazendo um discurso político, não a apresentação de uma tese de doutorado.

      Excluir
    3. 4: E falhou:
      http://www.naylornetwork.com/app-ppw/articles/index-v2.asp?aid=166176&issueID=23314

      Excluir
    4. 4: E falhou:
      http://www.naylornetwork.com/app-ppw/articles/index-v2.asp?aid=166176&issueID=23314

      Excluir
    5. Sério que precisa de um doutorado pra usar a palavra "vento" da forma correta? Educação no brasil anda bem mesmo

      Excluir
    6. Catu. Mas na Noruega deu certo essa tecnologia....

      Excluir
    7. Catu. Mas na Noruega deu certo essa tecnologia....

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    9. Com a crise que está eu vou começar estocar Pum, pra ganhar alguns trocados.mas as previsão é até quando mesmo 2022 ? aí não dá!

      Excluir
    10. Catu, o projeto não falhou..... "O projeto de 270 megawatts foi cancelado após condições geológicas desfavoráveis ​​- camadas de argila onde ninguém esperava foram descobertas no local. No entanto, o conceito de armazenar uma grande quantidade de energia sob o solo permanece intrigante e as lições aprendidas a partir do projeto de Iowa será o tema webconferência patrocinada pelo Departamento de Energia.

      Excluir
    11. O uso da palavra vento foi errada, assim como no dia a dia usamos a palavra calor de forma errada, mas não vejo ninguém criticando porque alguém é burro de falar que estar com calor. A questão em pauta é a aplicação de armazenamento de ar, que é um fluido e pode ser armazenado.

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Esse artigo foi postado em 10/10/2010, portanto, muito antes do pronunciamento de Dilma...

    ResponderExcluir
  10. Tem gente que não entende sentido figurado.
    A Dilma não tava lá pra ganhar o Prêmio Nobel de energia.

    ResponderExcluir
  11. O primeiro projeto de estoque de vento para uso de energia foi criado em 1978, na Alemanha. =D =D =D =D =D =D              
    Por Sandra Barroso​
    Seria engraçado se não fossem movidos a ódio...
    Imbecis de plantão estão a depreciar a presidenta Dilma Rousseff devido a sua fala sobre "estocagem de ventos".
    Mal sabem estes que eles já estocam também - onde deveria estar os neurônios, está o...
    A ideia de estocagem de vento é tecnologia de ponta iniciada na Alemanha.
    Posto aqui comentários de um amigo conhecedor da área:
    "Engraçado como um monte de gente faz piada de um raciocínio altamente avançado só porque foi dito pela primeira mulher presidente deste país.
    Desde 2003 existem estudos nos EUA que buscam estocar vento para utilizar de forma otimizada para a geração de energia eólica. Estamos falando de engenharia de ponta.
    Como disse a presidenta Dilma, ainda não há tecnologia capaz de fazer isso. O ISEP (Iowa Stored Energy Park) foi um projeto de engenharia com esse propósito, colocado em prática a alguns anos atrás.
    http://science.howstuffworks.com/…/iowa-stored-energy-park1…
    Foi finalizado neste ano de 2015 e diversos relatórios foram produzidos mostrando que nós ainda não temos tecnologias suficientes - como disse Dilma - para tornar possível e barato o estoque de vento para energia eólica. Abaixo, um dos relatórios feitos este ano contando os resultados do projeto de estoque de vento realizado nos EUA:
    http://www.sandia.gov/ess/publications/120388.pdf
    Então... antes de sairmos por aí falando que a presidenta é 'burra' ou algo do tipo... que tal estudarmos um pouco mais de engenharia ou aprendermos a usar o Google?
    O que esse discurso mostra é que o pensamento da presidenta está sim alinhado com o que há de mais avançado nos estudos de engenharia.
    * Obs: O primeiro projeto de estoque de vento para uso de energia foi criado em 1978, na Alemanha.
    Fica a dica para aqueles que não gostam de passar vergonha em público."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Energia cinética não se estoca. Se estoca energia potencial. Mesmo na Alemanha, o que se estoca é energia potencial

      Excluir
    2. Estocagem de ar existe desde a idade do bronze. Mais não é possível amar zener ar e uma quantidade suficiente para mover aerogeradores.

      Excluir
  12. Para justificar o injustificável, pode até se utilizar pseudo-argumentos furados. Este foi lindo. Contrariando qualquer bon-senso de engenharia. Nunca vi vento fazer rodar um compressor! Questão de pressao... Cético, muito cético.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, a questão não seria o vento, mas o diferencial de pressão. O ar estocado estaria a uma pressão elevada devido a compactação. Quando o ar comprimido fosse removido, o ar irá a uma grande vazão para a superficie, sendo suficiente para gerar o compressor. Além disso, a usina está em funcionamento e ela não funciona apenas com o ar, mas utiliza gás natural para complementar a energia necessária. Uma analogia da diferença de pressão responsável por grandes forças, é a própria Engenharia de Petróleo. Basicamente, cria-se uma pressão muito grande no fundo do poço, fazendo com que o fluido (gás, óleo ou água) seja carreado até a superficie, que pode estar a km de distância (pré-sal por exemplo). Não estou buscando defender a presidenta, apenas mostrar que o que foi dito, não é algo impossível.

      Excluir
  13. Para justificar o injustificável, pode até se utilizar pseudo-argumentos furados. Este foi lindo. Contrariando qualquer bon-senso de engenharia. Nunca vi vento fazer rodar um compressor! Questão de pressao... Cético, muito cético.

    ResponderExcluir
  14. Para justificar o injustificável, pode até se utilizar pseudo-argumentos furados. Este foi lindo. Contrariando qualquer bon-senso de engenharia. Nunca vi vento fazer rodar um compressor! Questão de pressao... Cético, muito cético.

    ResponderExcluir
  15. FALOU E DISSE PRA QUEM ACHOU QUE TAVA ERRADO..........KKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  16. Após a gafe internacional de Dilma em plena ONU sobre "estocar vento", temos agora a reação "petralha" tentando justificar que ela estava certa, e com as mais diversas teorias descabidas envolvendo ar comprimido, que, diga-se de passagem, não é vento, pois, por definição, "vento" é ar em movimento, nunca parado. Como também ar líquido, que também não é vento! E ambas envolvem uma demandada enorme de energia para a produção, muito maior que a que poderá ser produzida no processo inverso de recuperação! Usam o argumento de que existem empresas pesquisando em tais áreas, mas são dessas empresas que lançam um projeto e saem vendendo cotas para esperançosos que não compraram ações da Google quando ela começou, e se lamentam de não estarem ricos agora. Empresas que prometem te ressuscitar após congelamento, viagens à Marte e terrenos na lua, até mesmo terrenos no céu! Mas não adianta, para pessoas esclarecidas, não tem como Dilma se redimir de tamanha asneira!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tão esclarecido e não consegue fazer uma pesquisa no google, ou olhar a data de postagem do artigo?

      Excluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Veja agora como é o jeito certo de estocar vento:
    http://estocavento.pe.hu/EstocaVento1.0/index.2.html

    https://www.youtube.com/watch?v=PiYjN81NTO0

    ResponderExcluir
  19. Em física, a lei ou princípio da conservação de energia estabelece que a quantidade total de energia em um sistema isolado permanece constante. Tal princípio está intimamente ligado com a própria definição da energia. Um modo informal de enunciar essa lei é dizer que energia não pode ser criada nem destruída: a energia pode apenas transformar-se. https://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_da_conserva%C3%A7%C3%A3o_da_energia
    Em suma, gasta-se X energia para armazenar ar de forma comprimida, e a mesma energia X será gerada no máximo.

    ResponderExcluir